quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

São Miguel do Guamá: Uma Situação Inusitada

O cenário político de São Miguel do Guamá é, no mínimo, inusitado. Quando se poderia imaginar que Nenê Lopes, vencedor das últimas eleições, defenestrado do poder por decisão da justiça e Guilherme Costa, ex-prefeito de outros tempos e arquirrival do Tigre, estariam hoje interessados em eleger o mesmo candidato? Isso mesmo, o candidato preferido dos dois é Nenê Miranda, que pelo “boca a boca” desponta como favorito absoluto.
Mas como chegamos a esse ponto? Será possível Nenê Lopes e Guilherme Costa no mesmo palanque? Como fica a situação da Prefeita? Em matéria de política não é bom duvidar de nada, quase tudo é possível, digo quase porque tudo é muita coisa, há certos parâmetros que fogem da capacidade humana. Mas por falar em capacidade humana, essa situação nada confortável para a prefeita Márcia Cavalcante é fruto de decisões e principalmente de uma visão míope do seu coordenador político chamado Jango Matos.
Todos sabem que o PMDB em São Miguel do Guamá sempre foi domínio da família Costa, assim como o PR é a toca do Tigrão. Nenê Lopes e Guilherme Costa estão tão encravados na mente e no coração de alguns muitos eleitores que é tarefa quase impossível retirá-los de lá. Os dois juntos possuem um patrimônio eleitoral que hoje está na casa dos dez mil votos, considerando que São Miguel possui  em torno de trinta e dois mil eleitores, quem tiver o apoio desses dois já sai com o barco bem a frente, fazendo banzeiro e alagando as canoas que vem atrás.
A saída de Marcia do PMDB e as alianças que ela fez com grupos do ex-prefeito Nenê Lopes não lhe trouxeram qualquer resultado positivo, primeiro porque isso não enfraqueceu nem o PMDB nem o Tigrão, e posso apostar que nas vésperas da campanha muita gente abandonará a Prefeita, retornando aos seus grupos de origem. Como diz o ditado: “parceiro é parceiro,...”.
Jango Matos colocou a Prefeita numa sinuca de bico, ela não terá o apoio do PMDB nem do grupo do Tigrão, não poderá contar com apoio do Sr. Cacau pois ele será candidato e o PDT do deputado Pio X está prestes a romper com ela, articulando para lançar Eduardo a prefeito ou a vice de uma chapa forte, capaz de vencer. O cenário é tenebroso, está na hora de Márcia Cavalcante tomar as rédeas da situação e mostrar que é capaz de virar o jogo, enquanto ela permitir ser controlada será vista como fraca e sem arrojo, sem firmeza. Ou se impõe pelo pulso firme ou será empurrada precipício abaixo pelos próprios aliados.
Convenhamos, não é agradável ver alguém que lutou tanto para se tornar Prefeita, chegar ao objetivo e depois se perder, sair sem deixar seu nome escrito na história como grande administradora. Mas vamos aguardar, muita água ainda vai rolar debaixo da ponte e a canoa da Prefeita precisa se tornar um barco forte, senão afundará por primeiro.
                                                                            
Wendell Andrade Reis
Sociólogo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

 
Blog do Andrey Monteiro - Template desenvolvido por Sonic Artes